Equilíbrio e saúde através da Medicina Tradicional Chinesa

A Fitoterapia Chinesa é a parte farmacológica da Medicina Chinesa, que através de medicações manipuladas de extratos vegetais e minerais, trata casos agudos e doenças crônicas com eficiência.

Dentro da teoria da medicina chinesa, a analise do caso produz sempre um DIAGNÓSTICO “energético”. A abordagem desse diagnóstico pode ser feita com as diferentes terapêuticas, como a MASSOTERAPIA, conhecida pelos seus vários nomes: Shiatsu, Do-In, Tuí-Na e outros. Outra forma bem popular é a ACUPUNTURA, que utiliza como forma de estímulo no corpo a PUNÇÃO POR AGULHAS no corpo todo ou em parte dele.

Por fim, ainda muito desconhecida no Brasil, a FITOTERAPIA CHINESA, a parte farmacológica da medicina chinesa, onde os tratamentos atingem direta e profundamente os órgãos e vísceras, através de medicações manipuladas de extratos vegetais e minerais.

O Brasil tem um grande potencial para o uso dos fitoterápicos pois possui a maior biodiversidade do planeta, além de possuir na cultura popular o uso de infusões para diferentes patologias. A fitoterapia pode ser utilizada para tratar quadros agudos com eficiência, bem como para tratamentos de doenças crônicas, onde se precisa FORTALECER O PACIENTE para REESTRUTURAR SUAS DEFESAS contra a doença.

Uma vez reequilibrado, a fitoterapia pode ser utilizada para preservar a saúde do indivíduo, o que hoje se costuma chamar ANTI-AGING, ou seja, para ter idade com saúde, envelhecer de forma saudável e ativa.

×
WhatsApp chat